Começa o desconfinamento na próxima segunda mas mantém-se o dever geral de recolhimento

Foi ao principio da noite desta quinta-feira, dia 11 de março, que o Primeiro -Ministro, António Costa, divulgou, a partir do Palácio da Ajuda, o Plano de Desconfinamento do país.

O Desconfinamento vai ser realizado por quatro fases e a nível nacional mas António Costa foi avisando que a sua implementação vai sendo avaliada, podendo haver um retrocesso no plano, caso a meta de 120 casos de infeção/ mil habitantes por dia ou o nível de transmissibilidade R(t) 1 sejam ultrapassados.

Fixe as datas – 15 de março, 5 de abril, 19 de abril e 3 de maio – eis o calendário para o nosso desconfinamento. Contudo, o Primeiro-Ministro, referiu que se mantém o dever de recolhimento e que nos próximos dois fins-de -semana e na semana que antecede a Páscoa – de 26 de março a 5 de abril é proibida a circulação entre concelhos. Anunciou ainda que as fronteiras entre Portugal e Espanha vão manter-se encerradas.

Ainda a propósito da Páscoa, a Conferência Episcopal Portuguesa anunciou que as missas presenciais vão ser retomadas a partir desta segunda-feira, realizadas de acordo com as regras de segurança sanitária, contudo, referindo-se às celebrações pascais, a Conferência Episcopal pede que se evitem as procissões, as visitas pascais e as saídas da Cruz, habituais neste período. Refere ainda a CEP que se devem evitar no Dia de Ramos os “ajuntamentos de fiéis” e as entregas e troca de ramos; na missa de quinta-feira Santa deve-se omitir o lava-pés; na sexta-feira Santa, a adoração da Cruz só deverá ser beijada pelo presidente da celebração. Quando à missa crismal deverá ser adiada para outra data, de preferência dentro do tempo pascal, se não for possível uma “representação significativa de pastores, ministros e fiéis”.

Tome nota agora como se vai processar o desconfinamento:

15 de março

A abrir já na próxima segunda-feira estão os seguintes serviços:

  • Creches, pré-escolar e 1º Ciclo (ATL para estas faixas etárias);
  • Comércio ao Postigo;
  • Cabeleireiros, Barbeiros, Manicures e similares;
  • Livrarias, Comércio Automóvel e mediação imobiliária;
  • Bibliotecas e arquivos.

5 de abril

  • 2º e 3º Ciclos (ATL para as mesmas faixas etárias);
  • Equipamentos Sociais na área da deficiência;
  • Museus, Monumentos, palácios, galerias de arte e similares;
  • Lojas até 200m2 com porta para a rua;
  • Feiras, Mercados não alimentares (por decisão municipal);
  • Esplanadas (com o máximo de 4 pessoas por grupo);
  • Modalidades Desportivas de Baixo Risco;
  • Atividade ao Ar livre até 4 pessoas e ginásios sem aulas de grupo.

19 de abril:

  • Ensino Secundário,
  • Ensino Superior;
  • Cinemas, Teatros, Auditórios, Salas de Espectáculos;
  • Lojas do Cidadão com atendimento presencial por marcação;
  • Todas as lojas e centros comerciais;
  • Restaurantes, cafés e pastelarias (máximo de 4 pessoas ou 6 em esplanadas) até às 22h nos dias úteis ou 13h aos fins-de-semana e feriados;
  • Modalidades desportivas de médio risco;
  • Atividade física ao ar livre até 6 pessoas e ginásios sem aulas de grupo;
  • Eventos exteriores com diminuição de lotação;
  • Casamentos e batizados com 25% da lotação.

3 de maio

  • Restaurantes, cafés e pastelarias (com o máximo de 6 pessoas ou 10 em esplanadas) sem limite de horário;
  • Todas as modalidades desportivas;
  • Atividade física ao ar livre e ginásios;
  • Grandes eventos exteriores e eventos interiores com diminuição de lotação;
  • casamentos e batizados com 50% de lotação.

Ainda na conferência de imprensa, o Primeiro-Ministro referiu o aumento de testagem com o objetivo de conhecer os casos assintomáticos e isolá-los.

A 5 de maio será feita a reavaliação de todo o plano de desconfinamento..