Taxa de IMI de 2018 pode baixar

Foi aprovada por unanimidade na reunião de câmara ontem, dia 19 de novembro, a revogação da deliberação camarária de 31 de outubro que previa a manutenção da taxas de imposto municipal, e no caso concreto, do IMI a cobrar em 2019 com a taxa de 0,42 para prédios urbanos.
Em cima da mesa está uma possível descida desta taxa para os 0, 41, segundo proposta apresentada pelo presidente da Câmara, Mário Pereira, mas que só será viável se a Assembleia Municipal , na próxima reunião a 23 de novembro, aprovar a proposta de contratação do empréstimo de médio e longo prazo de 3.305.346,48 euros. 
Com este novo empréstimo de substituição ao anterior, a autarquia prevê poupar cerca de 40 mil euros por mês e esta folga de tesouraria pode fazer descer a taxa do IMI das famílias alpiarcenses.
 
Sobre o valor da taxa de descida do IMI, a vereação socialista manifestou desacordo. Sónia Sanfona, que apresentou declaração de voto, considerou que seria possível descer para os 0,40 a taxa deste imposto, aproximando-se do valor praticado pelo concelho vizinho de Almeirim que, para a vereadora socialista, é um forte concorrente à captação população.  
António Moreira, que votou contra a proposta de taxa 0,41, salientou que a autarquia poderia descer ainda mais esta taxa, permitindo às famílias um alívio no seu orçamento.
Cabe agora à Assembleia Municipal decidir se aceita o empréstimo de substituição e a taxa de IMI baixa ou não aceita o contrato de empréstimo e a taxa de IMI mantém-se no valor de 0,42.
Os restantes impostos municipais mantêm a taxas já divulgadas.