Rastreio do cancro da mama, espectáculos e ginástica fazem parte das comemorações do dia da Mulher em Alpiarça

Data provável do início das Comemorações Do Dia Internacional Da Mulher remonta a 1909 altura em que as mulheres sairam à rua para lembrar a primeira greve realizada no ano de 1908, que mobilizou as operárias na indústria do vestuário de Nova Iorque contra as más condições de trabalho. Contra a discriminação salarial, a luta por melhores condições de trabalho,  a valorização do trabalho doméstico, a igualdade de direitos como o direito ao voto mobilizaram as mulheres em todo o mundo. Hoje, e em dois séculos, Portugal ainda é obrigado a legislar quotas para que as mulheres possam aceder a cargos de chefia e de administração no sector público (33%), ou como a atual lei da paridade em titulares de cargos políticos, estabelecendo uma representação mínima de 40% de cada género (8 de fevereiro) ou ainda obriga as empresas a declarar e a justificar diferenças salariais (lei de 21 de fevereiro)já que as mulheres ganham menos 176 euros por mês que os homens no desempenho das mesmas funções. Por outro lado, a violência doméstica tornou-se visível, sobretudo sobre mulheres. E o que ao longo de décadas se tornou estandarte das várias comissões para a igualdade da mulher, hoje abre noticiários e faz capa de jornais.

Foi declarado dia de Luto Nacional pelas Vítimas de Violência Doméstica a 7 de março – até hoje morreram 11 mulheres às mãos dos companheiros. Preocupante verificar que os últimos relatórios dão caso do aumento de violência entre casais jovens. No ano passado a União de Mulheres Alternativa e Resposta (UMAR), apresentou um relatório que refere que 56% dos jovens foram vítimas de violência no namoro. Em 2016 era de 44,4% segundo o relatório do Instituto de Medicina Legal.

Para as mulheres, a comemoração deste dia continua a fazer sentido. Cada vez mais. Destas e de outras preocupações nos deram conta várias mulheres de Alpiarça com quem O Alpiarcense falou ao longo de vários meses durante a preparação de uma reportagem sobre a questão da paridade em Alpiarça, trabalho este que será editado em breve.

O Município de Alpiarça alia-se a estas comemorações do 8 de março com um programa vasto.

Amanhã, dia 8 DE MARÇO dá-se início a um programa de Rastreio do Cancro da Mama
que se prolongará até 28 de março e que vai decorrer no Quartel dos Bombeiros Municipais
das 8h00 às 18h30­­ e destinado a mulheres a partir dos 50 anos.
Para mais Informações, ligue o 243 557 122

Pelas 9h30 haverá Distribuição de Flores às mulheres do Concelho.

Conte com Entradas gratuitas a mulheres na Casa dos Patudos – Museu de Alpiarça.

Pelas 22h00 haverá o Espetáculo “Saídos da Casca” com Luís Aleluia e Vítor Emanuel no Salão dos Bombeiros e da Música.

No dia 9 DE MARÇO (SÁBADO) às 15h00 haverá uma GYM PARTY (Festa Desportiva para Mulheres ) no Clube Desportivo “Os Águias”.