Pedro Nuno Santos e Nelson de Souza assumem pastas das Infraestruturas, Transportes, Habitação e Planeamento

Pedro Nuno Santos, atual Secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares vai passar a assumir a pasta das Infraestruturas, Transportes e Habitação. O Planeamento ficará entregue a Nelson de Souza, atual secretário de Estado do Desenvolvimento e Coesão, que assim será responsável pelos fundos estruturais comunitários, altura em que se negoceia com Bruxelas o programa Portugal 2030.

Estes são os nomes apontados para a remodelação governamental provocada pela saída de Pedro Marques, candidato pela lista PS às eleições europeias. O anúncio oficial será amanhã.

Nelson de Souza foi gestor do Programa Compete/QREN e do Prime, administrador do IAPMEI e gestor de programas no PEDIP (Programa Específico de Desenvolvimento da Indústria Portuguesa).

Pedro Nuno Santos é o braço direito de António Costa e está posicionado na ala mais à esquerda do partido socialista, sendo considerado o “gestor da Geringonça”. Será este o ministro que irá assumir alguns dossiers polémicos na área dos transportes ou o dossier dos CTT, o mesmo homem que num artigo de opinião de 15 de fevereiro de 2017 escreveu que “só a defesa de um Estado Social forte e universal pode garantir liberdade para todos, e não apenas para alguns (e assenta)…na defesa do papel do Estado no desenvolvimento da economia através do investimento público e de políticas de inovação, e na redistribuição do rendimento através da provisão de serviços públicos e de prestações sociais”.