Miguel Arraiolos renova com Benfica

Miguel Arraiolos renovou, esta quarta-feira, contrato com o Sport Lisboa e Benfica até 2020, o que lhe permitirá concluir o ciclo Olímpico até aos Jogos que terão lugar em Tóquio.

No Benfica desde 2013, o triatleta mostrou-se muito feliz por continuar de águia ao peito e já apontou a objetivos futuros.

“É uma enorme felicidade e orgulho renovar com o SL Benfica. Já tive um ciclo olímpico com o Clube onde o objetivo era a qualificação olímpica. Consegui e agora o próximo objetivo é a qualificação olímpica para Tóquio 2020”, recordou, em declarações proferidas à BTV.

Antes dos Jogos Olímpicos de 2020, Miguel Arraiolos vai concentrar-se noutras competições igualmente importantes na preparação para Tóquio. “O ciclo vai começar agora, ainda falta muito tempo, a qualificação olímpica só começa nos últimos dois anos, mas entretanto há etapas de Mundiais, Europeus, Taças do Mundo e portanto são esses os objetivos. Os melhores resultados”, disse.

Desde que está no Clube, Miguel Arraiolos conseguiu vencer o duatlo do Campeonato Nacional Porterra das Lezírias, em 2013; ficar em 2.º no duatlo do Campeonato Nacional, em Arronches e ser 3.º na Taça Pan-Americana de Sarasota, nos Estados Unidos da América, em 2013.

“Aposta no talento, no valor inquestionável do Miguel”

Fernando Tavares, vice-presidente do Sport Lisboa e Benfica, explicou a por que aconteceu a extensão do vínculo que liga Miguel Arraiolos ao Clube. “Esta aposta no triatlo foi um processo que se iniciou com a contratação da Vanessa [Fernandes] e hoje o que estamos aqui a fazer é uma aposta no talento, no valor inquestionável do Miguel, uma aposta no Benfica Olímpico e na continuidade. O Miguel vem de um ciclo olímpico anterior e o Benfica renova esta aposta nas capacidades e nas qualidades do Miguel para o ciclo de Tóquio”, esclareceu.

O dirigente encarnado revelou, ainda, o que o Benfica espera do triatleta: “Os objetivos são que os atletas estejam presentes em Tóquio e possam obter a melhor qualificação possível. Não nos podemos esquecer que fizemos um quinto lugar, a nível individual, no Rio de Janeiro e, apesar do realismo das nossas ambições, temos que as manter patamar elevado, que é isso que se pretende no Benfica. A aposta no Benfica Olímpico, mais concretamente no triatlo, passa muito por preparar e qualificar os atletas para os Jogos Olímpicos, onde tentarão ter as melhores marcas e, se possível, chegar às medalhas.”