GNR de Alpiarça vai ter nova casa

Durante a visita às instalações da GNR de Alpiarça que decorreu na terça-feira, 13 de Março, a Secretária de Estado Adjunta e da Administração Interna, Isabel Oneto, deu o aval para a construção de raiz do novo posto da GNR no terreno junto ao Agrupamento de Escolas José Relvas, cedido pela autarquia para esse efeito e que a comitiva também visitou.

A inoperacionalidade, o estado de degradação e a falta de condições das atuais instalações desta força militar já têm sido motivo de debates camarários ao longo de vários mandatos. Para a secretária de estado é necessário que as instalações sejam operacionais a longo prazo de forma a que os militares possam cumprir de forma eficaz a sua função junto da população. As atuais instalações não cumprem as normas de instalações militares como seja, salas de apoio à vítimas, localização das salas de atendimento, áreas de apoio, para não referir nas condições de habitabilidade dos 7 militares que aqui vivem durante a semana.

A autarquia, conforme indicou o seu presidente, Mário Pereira, tinha previsto fazer algumas obras de melhoramento uma vez que as verbas do PARU já se esgotaram na requalificação do Jardim e do Mercado Municipais, mas considerou que não resolveria o problema a longo prazo.

Sónia Sanfona, vereadora, referiu que já existe um projeto de 2008 que tinha sido aprovado, com todos os estudos feitos mas faltava desbloquear as verbas para execução. Isabel Oneto vem agora garantir este desbloqueamento assim que o projeto seja revisto de forma a respeitar as normas .

Para o 1°comandante territorial de Santarém, Paulo Silvério, esta visita revela a junção dos esforços do Ministério, da autarquia e da unidade de estudar e analisar modelos de reabilitação do posto territorial de Alpiarça. A alternativa de um novo quartel para os 21 militares que aqui cumprem serviço irá otimizar recursos financeiros e servirá melhor a população do concelho.

Com garantias da Administração Interna que este não será mais um serviço público a virar costas aos alpiarcenses, os militares, até à mudança de casa, poderão contar com alguns melhoramentos no posto que lhes permitam ter condições dignas de habitabilidade, conforme declarações ao nosso jornal de Mário Pereira.