4 detidos por emigração ilegal e suspeita de tráfico humano

Foi no dia 16 de novembro que os militares do Posto Territorial de Alpiarça detiveram quatro homens por suspeita de imigração ilegal. Destes quatro indivíduos com idades compreendidas entre os 23 e 25 anos, três foram detidos por não terem documento válido que os habilitasse a permanecer em território nacional mas a GNR suspeita que um outro, com título de residência em Portugal, estará envolvido no tráfico de seres humanos sob o “disfarce” de proprietário de uma empresa de angariação de mão-de-obra para trabalho agrícola .

A GNR suspeita que este último angariasse cidadãos estrangeiros e os fizesse chegar a Portugal em situação ilegal para posteriormente os colocar a trabalhar em explorações agrícolas no distrito de Santarém, motivo pelo qual o homem está a ser investigado no âmbito dos crimes de tráffco de seres humanos e auxílio à emigração ilegal.

Os detidos, de nacionalidade indiana, foram sujeitos a termo de identidade e residência, sendo que a dois deles, foi decretado ordem de expulsão do território nacional no prazo máximo de 20 dias.