Assembleia Municipal aprova Moção contra Encerramento dos CTT

Foi aprovada na passada quarta-feira , dia 28 de Fevereiro,  por todas as bancadas da Assembleia Municipal uma Moção contra o Encerramento dos CTT no concelho. Esta moção inside na necessidade de se reverter a situação do fecho da única estação deste serviço público no concelho de forma a que se possa manter e reforçar a qualidade e a presença deste serviço no município.  É exigido ao governo o cumprimento do direito à universalidade e da proximidade e apela-se à população para que desenvolva ações neste sentido.

Para Mário Pereira,  presidente do executivo de Alpiarça, este encerramento é injustificável pela argumentação da empresa. O autarca referiu que as questões do dinamismo económico e populacional são falsos argumentos já que a estação dos CTT de Alpiarça dava lucro e mantinha uma média de atendimento de 5minutos/pessoa. Acrescentou que esta estação prestava serviços a cerca de 8000 utentes e lembrou que que a mesma empresa fechou estações que serviam 30 000 habitantes! Para Mário Pereira a única justificação é a ganância numa maior distribuição de dividendos pelos accionista tendo salientado que, em última instância, esta  situação é fruto da falta de intervenção da ANACOM e do Governo Central. Num comunicado divulgado pelas  redes sociais  ontem, Mário Pereira refere que irá continuar a defender os interesses da população de Alpiarça,  pelo que irá manter todos os esforços no sentido de reverter este encerramento da estação dos CTT.
Para Joaquim Rosa do Céu,  da bancada do PS, estes serviços são fundamentais e de interesse público porque asseguram as necessidades da população. Referiu que estava do lado da autarquia nesta sua pretensão, contudo, pediu cautela para não se correr o risco de cair na “partidarização” do caso.